Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico
HISTÓRIA GERAL

História

Só aquele que sabe de onde vem, sabe para onde vai! - provérbio Coreano


Os primeiros vestígios de vida gregária na Coreia datam de 2333 A.C. quando o lendário DANGUN fundou a antiga Coreia em ASADAL.


Com a formação dos estados tribais, realizavam-se festivais em honra dos seus deuses. Nestes festivais, danças e jogos eram exibidos. Não há uma certeza quanto à natureza destas danças e jogos. Pensa-se, porém, que com a caça os membros destas tribos iam criando métodos de autodefesa a partir dos quais criavam conjuntos de movimentos instintivos.

 

Povos das tribos da antiga Korea

 

 

 

A época das tribos deu origem à formação dos estados . O de KOGURYO fundado por CHUMONG ao Norte da península em 37 A.C.; o de PAEKCHE foi fuindado na parte que hoje agrupa as províncias de CHUNGCHEONG e JEONHA. O terceiro estado, SILLA, fixou-se no sudeste da península. Eram usadas as partes mais fortes do corpo para defesa e ataque. Estas técnicas seriam então executadas por altura de tais festivais. A sistematização destas técnicas é provavelmente a base do Taekwondo.


Este último unificou toda a península no ano cristão de 670 d.C.. Muitos livros e documentos foram escritos durante esta dinastia, porém poucos chegaram até nós. Os documentos mais acreditados são: História dos três Reinos e Crónicas dos três Reinos, redigidos na dinastia seguinte, a de KOGURYO.

 

 

 

Mapa da antiga Koreia

 

 

 

 

 

KOGURYO


Depois de CHUMONG, o fundador de Koguryo que estabeleceu a capital em TUNGKOW, 19 monarcas lhe sucederam e daí governaram o reino até que a capital se mudou para P’yongyang em 427 d.C.


Embora não hajam documentos escritos, arqueológicamente têm-se descoberto importantes relíquias que vieram desvendar alguns dos costumes da época. Entre essas descobertas encontram-se os túmulos de Katcho-Chong, Muyong-Chong e Samsil-Chong.


O túmulo de Muyong-Chong contém uma pintura mural descrevendo a luta de dois guerreiros de Taekwondo e uma cena de dança feminina. Segundo Tatashi Saito, o arqueólogo japonês que escavou o túmulo, Muyong-Chong era grande apreciador de Taekwondo, razão pela qual aí foram pintadas cenas de artes marciais.


Como o túmulo data de um período entre o ano 3º e 427º da era cristã, podemos afirmar que o Taekwondo apareceu nesta altura, pelo menos. Esta pintura sugere que o Taekwondo era praticado por guerreiros e nobres com o fim de criar habilidades guerreiras.

 

 

 

 

Pintura em mural, sobre o túmulo de Myong  um membro real da dinastia de Koguryo,  demonstrando dois lutadores em combate de Taekwondo.

Pintura em mural, sobre o túmulo de Myong

um membro real da dinastia de Koguryo,

demonstrando dois lutadores em combate de Taekwondo.

 

 

 

Uma pintura similar encontra-se noutro túmulo Koguryo, Sambo-Chong. Aí aparece representada a figura de um homem com um cinto apertando as suas roupas, como é hoje costume, numa postura de blocagem dupla.



PAEKCHE


Fundado no sudoeste da península da Coreia, com a sua zona central perto do rio Han, comercializava por mar matérias primas com a China e com o Japão.


Na História dos três Reinos e no volume 81 da Sui China Chronicles estão indicações que muitos encorajavam a prática de artes marciais. Como resultado, o Taekwondo estava entre as atividades mais apreciadas pelo povo, juntamente com tiro ao arco e combate a cavalo.


Além disso, uma canção folclórica camponesa, baseada num conto tradicional, descreve como o Supak-hui, uma versão antiga do Taekwondo, estava implantado em diversas regiões. O mesmo conto explica como nos dias antigos eram usadas as pernas e os braços como defesa pessoal.



SILLA


Silla, embora localizado em desvantagem no sudoeste da península, conseguiu unificar todos os reinos derrotando-os:  PAEKCHE em 668 d.C. e KOGURYO em 670 d.C., graças ao seu sistema de combate, o HWARANG-DO.


Os Hwarangs seguiam rígidas regras de lealdade tanto com o rei como com os seus pais e amigos. Possuiam igualmente uma grande bravura em combate e prudência no modo de vida.


Isto é uma forte prova que os Hwarangs se exercitavam em Taekwondo.

 

 

Estátua de um praticante de HWARANG-DO ao serviço do reino de SILLA

Estátua de um praticante de HWARANG-DO ao serviço do reino de SILLA




SUPAK DE KORYO

À dinastia de SILLA, sucedeu a de KORYO. Esta foi fundada por Wanggon em 918 d.C. Koryo expandiu-se para norte com sucesso, não obstante as agressões externas.


Nesta época já o Taekwondo era popular. SUPAK, como era chamado o Taekwondo nessa altura, já era praticado com rigor e com normas. O Taekwondo atingiu grande expressão nessa altura, pois os hábeis em combate eram facilmente promovidos.


Os excertos da História de Koryo que se seguem, mostram como o Taekwondo era visto na altura:


  • O rei promoveu porque a sua habilidade em era insuperável.UIJ ONGYI UI-MINTaekwondo.
  • O General Chong Chung-Bu ordenou a prática de Supak-Hui aos seus oficiais.
  • O rei assistiu aos espectáculos de Supak-Hui no palácio de Ma-Am.


Estes excertos históricos provam que o Taekwondo era não só popular, mas praticado na Corte e assistido pessoalmente pelos reis. Nada parecido com o OKINAWATE ou KARATE que os japoneses desenvolveram, talvez baseados no Taekwondo, introduzido na Coreia na dinastia YI.



O TAEKWONDO NA DINASTIA YI


Materiais concretos sobre Taekwondo podem ser encontrados nos documentos históricos desta dinastia que substituiu a de Koryo em 1392 d.C.


Em 1790 d.C., o General YI Dok-Mu escreveu um livro de artes marciais a pedido do rei. Este livro era o manual de Taekwondo da época. Diz o 1ºcapítulo:


“…Duas pessoas aguardam nas suas posturas… assumem a posição do cavaleiro… tomam a de Yoramju imediatamente após golpear o ombro do adversário com a mão direita… mover para a frente depois de golpear com a mão esquerda e tomar a posição Hyongakhoi. … atacar a mão direita com o pé direito e a esquerda com o pé esquerdo… rodar então para o lado esquerdo….”


A descrição é de um ataque de Taekwondo, que ainda hoje é utilizado.


Outro documento desta dinastia indica que para passar a determinado grau por exame marcial, um candidato teria de derrotar três ou mais pessoas usando técnicas de Taekwondo.


Uma história de guerra conta-nos como 700 guerreiros de KUMSAN lutaram contra os invasores japoneses em 1593 d.C., desarmados, usando Taekwondo.


Durante esta dinastia existiam igualmente torneios periódicos por todo o reino.


Tudo isto prova que o Taekwondo era efectivamente muito popular e praticado como um desporto nacional durante a dinastia YI.



DESENVOLVIMENTO DO TAEKWONDO NOS NOSSOS DIAS


Somente depois da libertação da Coreia e da implantação da república em 1948, o Taekwondo iniciou o seu livre desenvolvimento, já que até esta data a imposição estrangeira não permitia a livre prática e divulgação de tudo quanto fosse de origem coreana. Contudo, devido à grande devoção dos mestres coreanos, que, com risco da sua integridade física, sempre continuaram a ensinar e a estudar esta arte, o Taekwondo é hoje um desporto de nível mundial.


Em 15 de Agosto de 1945, os anciãos da Comunidade Coreana de Artes Marciais reuniram-se para fazer reviver as Artes Marciais Tradicionais. Um desses mestres, Song Duk-ki, testemunha que o seu mestre foi Im Ho, dono de uma excelente reputação pelas suas habilidades em taekkiondo. Destes esforços conjuntos nasceu, em 1961, a KTA (Associação Coreana de Taekwondo).


Depois de 1948 e até 1960, foram feitos todos os esforços e dispendidas todas as energias de modo a poder dar ao Taekwondoum suporte técnico-científico que fizesse desta arte um verdadeiro exemplo de destreza e capacidade físicas não só em situações reais de defesa pessoal, como também numa prática desportiva. Durante estes doze anos de trabalho árduo, foi reestruturado todo o ensino e prática de Taekwondo de modo a poder corresponder às naturais exigências do desporto moderno. Médicos, Filósofos, Monges Budistas, Peritos de Medicina Oriental, Cientistas, bem como os mais conceituados mestres de Taekwondo, todos devotaram os seus esforços à causa comum desta arte. Deste modo, este desporto ganhou os alicerces necessários e, com a sua imensa história, ganhou condições para que fosse naturalmente aceite como desporto de valor indubitável.


Depois de 1960, outra etapa importante se verificou na vida deste desporto: a sua abertura para o Ocidente. Com este objectivo foram enviados para todos os países da Europa e da América alguns dos mais conceituados mestres coreanos, os quais teriam por missão não só introduzir e desenvolver a sua arte, como também testar a eficiência do Taekwondo.


Os primeiros Campeonatos mundiais foram realizados em SEOUL, a capital da República da Coreia, em 1973, levados a efeito pela Federação Mundial da Modalidade.


O resultado deste teste pode ser observado nos nossos dias. Presentemente mais de 700 instrutores coreanos desenvolveram a sua atividade em mais de 40 países, contando ao todo com mais de 200 milhões de praticantes. Estes números dão certamente ao menos crédulo, razões mais que suficientes para não duvidar do real valor e da natural aceitação do Taekwondo a nível mundial.


Assim o Taekwondo atinge o impacto que se pretendia ao início ter, tendo com isto o privilégio de se tornar uma modalidade Olímpica que se estreou em 2000 nos Jogos Olímpicos de Sydney.

 

 

Taekwondo